Prêmio nacional de empreendedorismo sustentável

Levar informação aos gestores e profissionais de instituições sociais, promover um ambiente de troca e interação e incentivar este público a buscar novas oportunidades de fomento: todos estes são objetivos do Projeto Emancipa, que atende a executores de 28 ações financiadas pela secretaria municipal de Promoção Social. Desde 2018, por meio de um chamamento público, a Guarda Chuva, empresa social, criada em 2015, como fruto do Trabalho de Conclusão do Curso de Gestão Cultural do Instituto Federal do Sul de Minas, se tornou parceira voluntária na execução do trabalho.

“Nós tínhamos a ideia, sabíamos como fazer, e a Secretaria tinha acesso a este público-alvo do trabalho, pensamos então que seria a oportunidade de executar a prática do projeto. Nossa iniciativa consiste em uma escola e aceleradora para empreendedores sociais, por meio de conteúdos de gestão, empreendedorismo e inovação. Desde 2015, deste trabalho bem próximo com as organizações sociais, surgiu essa percepção da necessidade destas organizações de conhecer ferramentas de gestão, com o objetivo de emancipar tanto instituições quanto usuários. O próximo passo é ser uma curadoria de projetos, fazendo este elo entre quem quer fazer e quem quer investir estrategicamente em impacto social”, explica a educadora, empreendedora social e uma das fundadoras da Guarda Chuva, Francine Fernandes.

Fechar Menu