Por falar nisso…

É interessante notar como os ex-prefeitos mudam a maneira de pensar depois que deixam o cargo. Quem conversa hoje com Paulo Tadeu, Eloisio, Geraldo e Paulinho, ouvem deles as mesmas confissões de que quando exerciam o cargo cometeram vários erros que não se repetiriam em um novo mandato. Exatamente por esta razão é que o prefeito Sérgio Azevedo deveria abrir diálogo com seus antecessores. Amanhã, assim como eles, estará pelas esquinas, como simples mortal, repetindo a mesma coisa: deveria ter ouvido mais e prestado atenção nas críticas. Quando perdem o poder da caneta, descobrem que não eram os únicos seres inteligentes e poderosos do planeta. Aí, a Inês é morta.

Fechar Menu