Portal de Notícias e Web Rádio 

Na quinta-feira, profissionais da área de cultura, em debate nas redes sociais, demonstraram discordância com alguns critérios adotados e colocados em editais do setor cultural.

Segundo eles, está sendo prevista uma pontuação extra para pessoas que pertençam a determinados grupos como a ideologia de gênero, questões raciais e mulheres. Segundo aqueles que não concordam com essas normas, existe  respeita para com esses grupos, mas não concordam que tenham uma pontuação extra em cima de seus currículos.

Segundo eles, por esse motivo, em outros editais não conseguiram aprovar seus projetos. Alguns acreditam que isso não vai resolver os problemas das “pessoas ditas excluídas” e irá sim, gerar uma nova classe de excluídos, que não terão seus projetos aprovados porque não fazem parte dos grupos e por esse motivo não tem direito a pontuação extra.