O governador Romeu Zema se reuniu, nesta quarta-feira, por videoconferência, com representantes e entidades de setores produtivos que foram diretamente impactados pela pandemia da covid-19, como comércio, bares e restaurantes, para ouvir as demandas das categorias e apresentar as medidas adotadas pelo governo de Minas e seus desdobramentos.

Zema ressaltou o empenho do governo e dos setores produtivos nas medidas mais restritivas adotadas nas últimas semanas pela onda roxa do Minas Consciente. Mas, segundo ele, os resultados apresentados após a implementação das medidas vão permitir, gradativamente, a progressão de algumas regiões do estado para a onda vermelha, reativando, assim, atividades econômicas – desde que cumpram os protocolos sanitários, medidas de higienização, distanciamento social e limitação máxima de pessoas.

“São setores que foram muito atingidos pela pandemia e mais ainda pela onda roxa. Deixei muito claro que estamos aqui abertos ao diálogo e sugestões, fazendo o que estiver ao nosso alcance. Além de salvarmos vidas, precisamos salvar empregos. A boa notícia é que devido à onda roxa, tivemos uma queda no número de casos. Isso vai fazer com que tenhamos condição de progredirmos para a onda vermelha em regiões do estado”, afirmou Zema.

Gina Carneiro, presidente da Associação dos Bares, Restaurantes, Lanchonetes e Similares (ABRE), de Poços de Caldas foi uma das participantes da reunião e segundo ela, o governador sinalizou que a região Sul, deve retornar neste sábado para a onda vermelha, que permite maior flexibilização nas medidas de combate a pandemia.