As macrorregiões Centro – que engloba a Grande BH -, Sul e Noroeste poderão avançar para onda verde do Minas Consciente, plano criado para a retomada segura e gradual das atividades e economia.

A progressão para a fase mais flexível foi anunciada nesta quinta-feira pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo de trabalho e acompanhamento da pandemia no Governo do Estado.

Indicadores como ocupação de leitos e positividade para o coronavírus melhoraram nessas localidades nos últimos 21 dias. Já nos últimos 14 dias, a taxa de incidência da covid caiu 10% em todo o estado. Com isso, nove (Centro, Centro-Sul, Jequitinhonha, Noroeste, Norte, Oeste, Sudeste, Sul e Vale do Aço) das 14 macros estão classificadas na onda verde.

A decisão aconteceu após as quedas na ocupação de leitos e da positividade para o coronavírus. Para o secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti, esta queda se deve ao reflexo do avanço da vacinação em Minas Gerais. “Julho foi o mês que Minas recebeu mais vacinas. Isso gera impacto direto sobre a população. Mais gente vacinada, menos internações, menos mortes. Ultrapassamos a marca de 10 milhões de primeiras doses aplicadas no estado recentemente e a imunização deve continuar avançando em agosto”, afirmou.