Estudo realizado pela Unifal aponta que o Sul de Minas vive seu pior momento nesta pandemia do coronavírus. A pesquisa semanal, coordenada pelo professor Sinézio Inácio da Silva Júnior, com base nas informações divulgadas pela Secretaria de Estado de Saúde e pelo Departamento de Informática do SUS , aponta que o Sul é a região mais atingida pela pandemia no estado.

“A região teve, historicamente, os piores índices de isolamento social durante a pandemia. A proximidade com o estado de São Paulo e o próprio ritmo de contágio em cidades como Pouso Alegre e Alfenas, por exemplo, facilitou o surgimento da variante Gama (antiga P1), que é mais contagiosa e predomina no estado paulista”, informou Sinézio, coordenador do estudo.

Ao final da onda roxa, foi observada redução na média diária de novos casos durante a semana, porém, com a terceira semana após a flexibilização das medidas, houve aumento contínuo no indicador de casos inéditos. Entre as cidades com maior população, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Varginha, Itajubá, Alfenas e São Sebastião do Paraíso tiveram aumento no número de novos casos.