Pichação de biblioteca foi vingança

Estudantes, professores e vizinhos da Escola Alvino Hosken de Oliveira solicitaram, durante reunião, ajuda para combater a presença de traficantes, e desocupados na quadra de esportes da escola, situação que estava levando insegurança aos alunos.

Numa operação conjunta entre a Guarda Municipal e a PM, a vigilância foi ampliada e os indesejáveis afastados. Para se vingar da operação, os traficantes picharam as paredes da biblioteca do Monjolinho, que está localizada próxima a escola.

A polícia agora investiga para levantar a identidade dos marginais. O esclarecimento foi feito ao blog pelo Secretário de Defesa Social, Marcos Tadeu Sansão

Fechar Menu