PGR diz que inquérito é ilegal e confronta STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que o Supremo Tribunal Federal arquive a investigação sigilosa aberta mês passado, sem requerimento do Ministério Público, para apurar notícias falsas e ataques à própria Corte e a seus integrantes. Ela alegou que o inquérito não observa as regras constitucionais, porque a suposta vítima de um crime, no caso o STF, não pode investigar e ao mesmo tempo julgar os fatos. Relator do caso, o ministro Alexandre de Moraes ignorou a manifestação, e o presidente do tribunal, Dias Toffoli, prorrogou por 90 dias a apuração. (Globo)

Fechar Menu