Patrimônio histórico

As charretes de aluguel continuam dando pano prá manga, sendo o assunto preferido das discussões no centro nervoso da cidade, além de servir como tema para o noticiário jornalístico e mensagens nas redes sociais, a maioria delas pedindo o fim dos maus tratos aos animais e a extinção do serviço.

Segundo informação de um dos líderes dos charretistas, existe um compromisso verbal do prefeito de não aprovar o projeto de lei que foi encaminhado pelo legislativo solicitando estudo para eliminar este tipo de atração turística. Por outro lado os charretistas se movimentam com apoio de hoteleiros e comerciantes beneficiados pelo trabalho das charretes que levam turistas até a porta dos seus estabelecimentos.

A polêmica poderá ser resolvida de uma vez por todas se o conselho do patrimônio histórico aprovar uma documentação que está sendo preparada pelo pessoal do museu histórico e que servirá de base para que a associação dos charretistas possa pleitear a inclusão das charretes de aluguel como patrimônio turístico e histórico do município.Se isso acontecer, o problema estará resolvido de uma vez por todas.

Fechar Menu