Parece piada…

Difícil explicar como andam as coisas nesta chamada “gestão técnica”, o prefeito, atendendo à solicitação do diretor do DMAE, envia para a Câmara projeto de lei, baseado na exigência de lei federal, propondo a celebração de convênio da autarquia municipal de água e esgoto com uma agência reguladora.

Na Câmara, a bancada do executivo, que é composta pela maioria absoluta dos vereadores, é orientada pelo líder da situação a votar favorável ao projeto e propõe um pedido para regime de urgência para apreciação da matéria. Os vereadores de oposição concordam com a proposta e manifestam desejo de votar favorável ao projeto.

Nesse intervalo, dois vereadores da base de sustentação do executivo, um deles filiado no mesmo partido do prefeito, se rebelam contra a proposta e decidem votar contra o projeto, convencendo outros vereadores a fazer o mesmo, colocando em risco a aprovação do projeto de lei.

Alertado pelo líder da sua bancada, o prefeito retira o projeto de pauta para alegria dos dois vereadores da sua base de apoio que passaram a bater bumbo, postando mensagens nas redes sociais, cantando vitória porque derrotaram o próprio prefeito.

Não parece a casa da mãe joana?

Fechar Menu