Papelarias vendem menos

Nem a volta às aulas e as longas listas de material escolar foram capazes de impulsionar o mercado de papelarias e livrarias, que tenta se recuperar da crise provocada pela turbulência econômica e pela concorrência do e-commerce. Pesquisa divulgada ontem pela Fecomércio-MG mostra que em janeiro, considerado o melhor mês do ano para o setor, as vendas tiveram resultado inferior às de 2018 em 44,3% das empresas, decepcionando os lojistas.

Fechar Menu