O Ambulatório de Síndrome Gripal Clodoveu Davis, deu início aos atendimentos nesta segunda-feira (14). O espaço atenderá pacientes com sintomas de síndromes gripais e COVID-19.  O local, fica localizado ao lado do Hospital e funcionará todos os dias, das 07h às 19h, o ambulatório contará com uma sala de espera e outra de triagem, dois consultórios médicos, sala de medicamentos, sala de inalação e coleta de exames.

“O funcionamento do Ambulatório de síndrome gripal e  suspeitas de COVID-19 no Hospital Municipal Margarita Moralles, amplia de maneira substancial este atendimento em nossa cidade. O local ficou muito adequado, espaçoso e plenamente equipado para atender os pacientes, com boas condições para esta função e também proporcionando boas condições de trabalho para os profissionais que vão exercer sua atividade naquele local”, disse o Secretário de Saúde, Carlos Mosconi.

As adequações foram realizadas por uma empresa terceirizada, através da Secretaria de Obras e contou com  apoio da  Coordenação e toda equipe da unidade hospitalar .

“Hoje iniciamos uma nova etapa da estratégia de combate a pandemia no município de Poços de Caldas. A criação do ambulatório de síndrome gripal da Zona Sul surge em um momento crítico, para melhor atendermos à população o atendimento será realizado no anexo ao Hospital Margarita Morales”, destacou a Diretora Técnica do Hospital, Dra. Juliana Maranhão.

O médico, Dr. Luiz Felipe Ferreira Cruvinel falou sobre a importância do ter mais um local na cidade para atendimento dos pacientes com suspeitas de COVID-19. “O atendimento aos pacientes com suspeitas de síndromes gripais nessa região muito populosa da cidade é de extrema importância. Conseguiremos diluir os atendimentos, fazendo que com as outras Unidades Hospitalares não sejam sobrecarregadas. Também será dada a assistência e orientação adequada aos pacientes que precisem de atendimento”

A implantação do ambulatório está inclusa o Programa  “Recupera Poços”, que  consiste na execução de de medidas emergenciais de recuperação econômica, em áreas diversas da cidade. O programa será desenvolvido em sua maior parte, com recursos do DME, como fonte de custeio do projeto.