Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

A necessidade de implementação de um Banco de Leite Materno em Poços de Caldas tem sido um compromisso da vereadora Dra. Regina, que anunciou novidades sobre a chegada do banco à cidade durante o uso da tribuna na sessão desta quinta-feira (14) na Câmara dos Vereadores.

Em viagem a Brasília no mês de setembro, Dra. Regina visitou o Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (DAPES), no Ministério da Saúde e o progresso na demanda surgiu após o episódio, com o contato da Fundação Oswaldo Cruz (Fio Cruz), que coordena todos os Bancos de Leite do país, para dar assistência técnica necessária.

“Na questão de recursos, o deputado Marcelo Aro também se comprometeu a ajudar com emenda para o Banco de Leite. Eu acho uma notícia muito boa para Poços e região porque, se nós quisermos ter saúde no futuro, não podemos deixar de ter um Banco de Leite na região”, comemora Dra. Regina.

Ainda na tribuna, Dra. Regina agradeceu ao deputado estadual José Guilherme pela emenda que disponibilizou verba que foi destinada ao município para compra de carteiras para os alunos da Escola Municipal Antônio Sérgio Teixeira, na zona Leste da cidade.

A vereadora comunicou, ainda, que outras instituições de ensino próximas ao local ainda receberão atenção, como a Creche Tereza Maria Valques, que enfrenta problemas de estrutura com vasos sanitários quebrados e pias despencando. “Tive informações de que vão começar, enfim, dar uma certa condição às crianças que vivem no risco de um acidente muito feio. A promessa é a construção de uma nova creche juntamente com um PSF duplo na avenida Sete de Setembro”, atualiza a vereadora.

Meio ambiente

Dois projetos da Dra. Regina foram sancionados pelo prefeito Sérgio Azevedo (PSDB) no último dia 6, ambos em defesa do meio ambiente. O primeiro, chamado de “Uma árvore, uma vida”, incentiva o plantio de árvores no município, que deverá fornecer uma muda de árvore a cada criança nascida com pais poços-caldense.

Com um panfleto explicativo, os pais terão todas as instruções para o plantio, bem como o local apropriado designado para esse fim. Cada árvore terá o nome da criança e o ano de nascimento designados em uma placa afixada ao solo.

O outro projeto sancionado veda o fornecimento de canudos de material não biodegradável em todo município de Poços de Caldas, exceto aqueles que são embalados originalmente em produtos industrializados.

De volta a última sessão desta quinta-feira (19), a criação de uma agência ou secretaria de meio ambiente foi pauta de discussão. Sobre o assunto, Dra. Regina pontuou que o orçamento não é gasto como deveria para atender às demandas do setor. “O país tem um orçamento de R$ 4,3 trilhões e gasta, com o Brasil inteiro, apenas R$ 1,7 bilhão. É um verdadeiro disparate. Agora imagina em um orçamento de R$ 1 bilhão, R$ 2 milhões para o jardim botânico. É uma questão cultural sabermos que a biodiversidade é o que vai manter o futuro”, ressalta Dra. Regina.

A vereadora conta que, em conversa com o prefeito Sérgio Azevedo (PSDB), foi dito que ainda não há verba destinada para uma secretaria ou agência de meio ambiente e Dra. Regina se comprometeu a fazer uma emenda para que o departamento seja criado e tenha recursos suficientes para que se consiga sanar as demandas ambientais de Poços de Caldas.

“Quando nós trabalhamos com a questão ambiental, estamos trabalhando com a qualidade de vida, tem que se enxergar como a promoção da qualidade de vida. Estou muito feliz porque enfim vamos ter uma secretaria com a estrutura que ela merece. Vou lutar para que a gente tenha um orçamento compatível com a questão ambiental”, finaliza a vereadora.