Ninguém segura

O próprio ex-presidente Lula, quando soube do resultado do Datafolha dizendo que, se as eleições presidenciais fossem hoje, Fernando Haddad, com 42% de intenções de voto, venceria no segundo turno Jair Bolsonaro, com 36%, não acreditou muito nesses percentuais, com apenas oito meses do governo do Capitão. E acha que, agora, ninguém mais vai segurar “o ego do Fernando”.

Fechar Menu