Não é bem assim…

A respeito de nota publicada pelo blog, dando como certa a continuidade da parceria entre o PSDB e o DEM para a sucessão municipal, uma fonte que sabe das coisas diz que não é bem assim e que o senador Rodrigo Pacheco, presidente nacional do partido pode intervir nas ações do diretório local, assim como tem feito em outros diretórios municipais.

Segundo essa mesma fonte, a opção inicial do partido não seria por continuar como simples coadjuvante dos tucanos, mas lançar candidato a prefeito na eleição de 2020.

Trocado em miúdos, vale pouco a movimentação da dupla Tiago Cavelagna-Antonio Carlos Pereira, na hora “h” quem vai decidir sobre as coligações será a cúpula do partido que já avisou, deseja conquistar o maior número possível de prefeituras em território mineiro.

Fechar Menu