Mudança na saúde causa polêmica

Como era previsto, a notícia do retorno do ex-deputado Carlos Mosconi ao comando da secretaria de saúde rendeu muitos comentários, curtidas e compartilhamentos nas redes sociais. A maioria dos comentários são de críticas ao retorno, mas nada que preocupe a administração, que analisa as críticas como sendo um fato normal, própria de meia dúzia de opositores que jogam contra o governo.

Na avaliação do governo as críticas irão diminuir a partir do momento em que o secretário iniciar seu trabalho, melhorando “ainda mais” o atendimento da população na área da saúde, setor que não tem restrições para gastos, mesmo em época de calamidade financeira.

Justiça seja feita, foi nesta administração que a Santa Casa saiu do buraco, o mesmo acontecendo com o Hospital Santa Lúcia. Os dois hospitais passavam por crise financeira na época do prefeito Eloisio, principalmente a Santa Casa que estava ameaçava até paralisar o atendimento.

O secretário Carlos Mosconi teve participação decisiva na escolha de Azer Zenum para a superintendência administrativa do hospital que hoje, felizmente, voltou a funcionar com toda a sua capacidade de atendimento, estando afastada qualquer ameaça de paralisação, o que não ocorre com a maioria das Santas Casas do país, uma delas localizada no vizinho município de São João da Boa Vista.

Como ex-deputado, ex-secretário de estado, ex-presidente da comissão de saúde, e criador do SUS, Mosconi possui bom relacionamento junto a autoridades do governo federal e agora, sem o PT, também no governo do Estado, onde muitos tucanos integram o governo de Romeu Zema. Essas amizades podem ser muito útil para o setor de saúde em Poços.

Fechar Menu