MP dispensa trabalhadores de bater ponto

A medida provisória da Liberdade Econômica dispensa trabalhadores de todas as categorias de bater cartão. Relatório aprovado em comissão mista do Congresso autoriza acordos individuais nos quais o funcionário pode cumprir o expediente e sair sem ter que fazer qualquer anotação. Hoje, em empresas com mais de dez funcionários, o empregador é responsável por controlar a jornada. Apenas exceções continuarão sendo obrigatoriamente marcadas, como horas extras, faltas e férias. (Folha)

Fechar Menu