Mosconi assume a primeira suplência

O segundo suplente de deputado federal pelo Cidadania, Fabiano Tolentino, deve assumir ainda hoje o mandato em substituição ao deputado Bilac Pinto (DEM), que foi convidado para integrar o governo de Romeu Zema na condição de Secretário de Governo.O primeiro suplente da coligação era o ex-deputado Marcus Pestana, que recusou o cargo alegando motivos pessoais e decepção com o momento da política nacional.

Com isso, Fabiano assume o lugar de Bilac e o primeiro suplente da coligação passa a ser Carlos Mosconi, agora com maior chance de assumir parte do mandato uma vez que ainda restam três anos e meio para o final desta legislatura.

Por outro lado, informações de bastidores confirmam que o primeiro suplente de deputado estadual, Ulisses Guimarães, também pode assumir cadeira na Assembleia Legislativa, num arranjo que vem sendo articulado junto ao governador Romeu Zema.

 

Novo projeto para as privatizações

Na entrevista que concedeu ao programa “Poços em Debate”, o novo secretário de turismo, Ildeu Pereira, demonstrou otimismo em vencer mais este desafio que tem pela frente e um deles será a aprovação do projeto de lei que vai permitir a prefeitura privatizar os pontos de passeio. Ildeu deixou claro que vai dialogar com os vereadores para corrigir falhas no projeto e adaptá-lo da melhor forma possível ao que pensam os legisladores.

Na sua opinião os projetos anteriores encaminhados para a Câmara Municipal (foram quatro), continham divergências e falhas que devem ser corrigidas. Ele concorda que a licitação para as Parcerias Público Privadas (PPP) terão que ser onerosas e até se arriscou em afirmar que os futuros responsáveis pelos pontos turísticos devem pagar ao município, pelo pacote de concessões (pontos turísticos, mais o teleférico), um valor aproximado de R$ 50 milhões, além de se comprometer a fazer investimentos na revitalização e modernização dos pontos de passeio.

Muito diferente do que pensava o ex-secretário Ricardo Fonseca, que propunha entregar os pontos de passeio, mais o teleférico, de graça, apenas pela promessa de que os concessionários fariam investimentos locais de visitação.

 

Cara de pau

O requerimento de autoria dos vereadores Paulo Tadeu, Maria Cecilia Opipari e Joaquim Alves, propondo a instalação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), para investigar irregularidades nas contratações da Universidade de Itajubá (Plano de Mobilidade Urbana) e Cefet-MG (edital de licitação do transporte urbano), foi lido na reunião ordinária do legislativo realizada ontem, mas não prosperou pelo fato de contar com apenas três e não as cinco assinaturas exigidas pelo regulamento interno.

Durante a discussão do requerimento em plenário, o vereador Gustavo Bonafé afirmou que está “propenso a assinar” o pedido, mostrando descontentamento e insatisfação com algumas respostas que recebeu do executivo a respeito das contratações, enquanto que o seu colega, Paulo Tadeu classificou o autor das explicações, o ex-secretário Marcos Sansão, como um tremendo cara-de-pau.

Fechar Menu