“Missão de Deus”

O presidente Jair Bolsonaro fez um afago ao eleitorado evangélico, nesta quinta-feira. Acompanhado de líderes religiosos no Congresso, Bolsonaro participou do 37º Congresso Internacional dos Gideões Missionários da Última Hora, entidade ligada à Assembleia de Deus, um dos maiores eventos pentecostais do sul do País, por onde devem passar 100 mil pessoas ao longo de uma semana. A uma plateia de mais de 5 mil pessoas que lotou o ginásio Irineu Bornhausen, em Camboriú (SC), e outros milhares que acompanharam o evento do lado de fora, Bolsonaro classificou seu governo como uma “missão de Deus” e admitiu não ser o mais preparado entre os candidatos. “Vocês sabem que Ele não escolhe o mais capacitado, mas capacita os escolhidos”, afirmou o presidente.

Fechar Menu