O programa “Poços Juro Zero” lançado oficialmente em Poços de Caldas nesta quinta-feira (10),  abriu a oportunidade para que MEIs, microempresas e profissionais liberais, adquiram uma linha de crédito de até R$15 mil.

Só neste primeiro dia de cadastro, 1.178 pessoas acessaram a plataforma e se cadastraram ao “Poços Juro Zero”. Algumas etapas precisam ser cumpridas, para que o empresário consiga ter acesso ao crédito.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Thiago Mariano, comenta o desenvolvimento dos serviços neste primeiro momento. “O programa foi estruturado justamente para atender, o maior número de pessoas e com a maior agilidade possível. Temos um sistema bastante intuitivo para que pudéssemos receber toda a demanda. É um programa amplo, o maior programa de apoio ao pequeno negócio do Brasil; atualmente nenhuma cidade do país possui uma disponibilização de crédito tão alta quanto a esta, proposta no município.”

A tendência é que este número de pessoas cadastradas e interessadas no crédito disponibilizado, cresça ainda mais nas próximas semanas. “Já imaginávamos esta alta demanda, até devido a este delicado momento de Pandemia que estamos atravessando. Queremos expandir ainda mais e temos a expectativa de que mais de 6 mil pessoas possam se cadastrar no Poços Juro Zero.

POÇOS JURO ZERO

O Programa “Poços Juro Zero” consiste na disponibilização de uma linha de crédito de até R$ 15 mil, sem juros, por meio de parcerias com instituições financeiras. A quitação poderá ser feita em até 36 parcelas para MEIs, microempresas e profissionais liberais, com um período de 6 meses de carência. As demais categorias terão acesso a valores mais altos, com juros diferenciados, pré-fixados em 0,80% a.m. para parcelamento em até 12 meses e 0,99% a.m. para parcelamento de 13 a 36 meses, prosseguindo com a mesma carência.

Os interessados terão que passar por um treinamento de 5h, disponibilizado em uma plataforma on-line, dentro do Portal do Desenvolvimento, no site da Prefeitura de Poços. O curso abordará noções de gestão financeira e aplicará uma avaliação do aprendizado. Para aprovação e emissão do certificado será exigido o mínimo de 70% de acertos. Após a conclusão do curso o empreendedor deve procurar uma das instituições parceiras para fazer o pedido do crédito.