A rádio Itatiaia noticiou que cidades do Sul de Minas estão adotando medidas mais rígidas de controle do coronavírus, desde o fim de semana, com validade de pelo menos sete dias. Destacou o município de Machado, onde as indústrias estão impedidas de funcionar junto com o comércio presencial de qualquer natureza. Ninguém pode vender bebida alcoólica; os bancos só atendem com hora marcada e oficinas mecânicas só atendem em caso de emergência.

Em Lavras, o comércio está permitido apenas para entregas e ninguém pode ficar nas ruas, das 20h às 5 horas. Medida parecida está valendo em Passos, onde a venda de bebida alcoólica só pode ser feita até 18h. Citou Poços de Caldas, em que novo decreto proíbe reuniões de qualquer tipo, com qualquer número de pessoas e manda bares e restaurantes fecharem às 23h. Cidades menores, como Cássia, Capetinga, Ibiraci, São João Batista do Glória, Muzambinho, Cabo Verde e São Gonçalo do Sapucaí também publicaram ou prorrogaram decretos que restringem as atividades comerciais. Em Varginha, decreto municipal permite o comércio essencial das 5h às 22h e o não essencial, das 9h às 19h.