Medicamentos mais caros

O governo decidiu autorizar o aumento de reajuste de até 4,33% no preço dos remédios. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União de ontem e já tem validade a partir deste domingo. A medida foi decidida pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), segundo informa o Broadcast. Ao contrário do ano passado, o reajuste, que ficou acima da inflação, será linear para todos os medicamentos. Mas isso não significa que todos terão esse aumento de preço automaticamente. Cada empresa pode adotar reajustes menores até o teto estipulado.

Fechar Menu