Questionado sobre a possível falta de medicamentos para intubação, Sérgio respondeu que neste momento não existe falta, mas que já tivemos este problema meses atrás. “Isto não foi totalmente solucionado, mas parcialmente e agora temos uma folga, segundo o Mosconi informou chegaram medicamentos e o governo do Estado tem colaborado”, disse o prefeito.

Segundo ele, serão abertos 20 novos leitos para covid na zona leste e 2 de transição, que não serão de UTI, para casos mais graves que possam aguardar vagas em UTIs. “Os prefeitos da região não possuem condições de abrir leitos de UTI nas cidades menores. Eles têm leitos clínicos, conseguem segurar os pacientes por lá em atendimento emergencial, mas quando o quadro piora precisam da referência, que são os hospitais de Poços e estamos preparados para atender a microrregião. Fizemos todo um dimensionamento para isso, porém a situação da pandemia se abravou além do esperado”, lamentou.