Mais uma…

Uma outra comissão foi nomeada pelo prefeito Sérgio Azevedo, esta com o objetivo de elaborar a análise e conclusão relativos ao Plano de Mobilidade Urbana, uma encrenca que teve início na gestão anterior com a contratação da universidade de Itajubá (UNIFEI) que recebeu R$ 630 mil para apresentar um plano de Mobilidade que não agradou.

Foi considerando exatamente a necessidade de implementação do Plano de Mobilidade Urbana no Município, cuja lei federal estipula como prazo final o ano de 2023, que o chefe do executivo assinou e publicou a portaria 4.432, nomeando uma comissão para concluir o projeto apresentado pela Universidade.

Segundo a justificativa para o trabalho dta comissão, os estudos oriundos do Memorando de Entendimento celebrado entre o Município de Poços de Caldas e a empresa alemã ProReSusGmbH – para o desenvolvimento de um conceito de mobilidade integrada com vistas a implementar,como parte do conceito de transporte público, a antiga linha de monotrilho com novas tecnologias entre outros objetivos.

Integram a comissão cuja finalidade principal é dar uma solução para o Monotrilho: Antonio Carlos Alvisi, secretário de Planejamento; Lucas da Cunha Dias, Rafael Conde de Maria, Guilherme F. Neves dos Reis e Fernanda Cristina Soares Anastácio pela secretaria de Defesa Social e Paulo Roberto Rodrigues Milton, da Secretaria de Obras;

A comissão deverá analisar os estudos e materiais existentes quanto ao Plano de Mobilidade Urbana do Município e apresentar seu relatório conclusivo, no prazo de 150 dias, a ser entregue ao Chefe do Poder Executivo, parapossível implementação.

Fechar Menu