Mais um…

A exemplo do que foi feito com o deputado Aécio Neves, envolvido em denúncias de corrupção, já tem gente no diretório do PSDB, pensando em pedir ao presidente Celso Donato, que encaminhe ofício para a direção nacional do partido, pedindo também que seja expulso da legenda o ex-governador paulista, Geraldo Alckmin, que teve R$ 40 milhões do seu patrimônio bloqueados, acusado de caixa dois por ter recebido dinheiro na campanha, não declarado, da construtora Odebrecht. E aquela história, “pau que vate em Chico, bate em Francisco”.

Fechar Menu