Mais escândalos no Sistema S

Assim como a Lava Jato e a Carne Fraca, entre outras, a Operação Fantoche, que prendeu (e logo soltou) o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, e outras 10 pessoas, deverá ter novas etapas. Estão na mira também gestores antecessores de Andrade.

São fartos os documentos, informações e suspeitas que foram encaminhados pelo Tribunal de Contas da União à Polícia Federal. O Sistema S, pivô das investigações, é alvo de dois minuciosos processos no TCU. Todo o conteúdo, que apontou divergências nas informações financeiras e falta de transparência na aplicação dos recursos administrados pelas entidades, foi repassado à PF em setembro de 2017.

Fechar Menu