Maia defende os jornais impressos

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia afirmou nesta terça-feira que a medida provisória publicada que permite que os balanços das empresas de capital aberto não sejam mais publicados em jornais não lhe parece uma boa proposta porque pode inviabilizar “milhares de jornais” da noite para o dia. Para ele, os jornais impressos são instrumentos importantes de “divulgação de informação, da garantia da liberdade de imprensa, liberdade de expressão e da nossa democracia”. Maia sinalizou que o Congresso deve modificar a medida

Fechar Menu