Lavagem de dinheiro para o Grupo Silvio Santos

O operador financeiro Adir Assad afirmou que lavou milhões de reais para o Grupo Silvio Santos através de contratos fraudados de patrocínio esportivo, segundo o jornal Folha de São Paulo. Ele está preso e fez as afirmações em seu acordo de colaboração premiada com a Operação Lava Jato. Os depoimentos do operador foram compartilhados entre procuradores do Ministério Público Federal em um aplicativo de mensagens.

Fechar Menu