Kalil anuncia 3.400 vagas para comércio popular

Pipoca, cachorro-quente, algodão doce, frutas e verduras. Todos esses produtos poderão ser encontrados com mais facilidade nas ruas e parques da capital mineira até o fim deste ano, conforme anunciou o prefeito Alexandre Kalil, nesta quarta-feira durante o lançamento do programa Jornada Produtiva, que vai abrir 3.400 vagas para o comércio popular de Belo Horizonte.  “A diferença é que camelô vende produto industrializado, concorre com as lojas e o código de postura proíbe essas atividades. Mas permite ambulantes licenciados que vendem produtos alimentícios”, explicou a secretária municipal de Política Urbana, Maria Caldas, que já respondeu pela Secretaria de Planejamento na Prefeitura de Poços de Caldas, na gestão do prefeito Luiz Antonio Batista.

Fechar Menu