Justiça bloqueia R$ 1,6 bi em bens de Eike e filhos

A Justiça decretou a indisponibilidade de R$ 1,6 bilhão em bens do empresário Eike Batista e de seus filhos, Thor e Olin, informou a Procuradoria da República no Rio. O fundador do grupo EBX foi preso na manhã desta quinta-feira pela Polícia Federal na Operação Segredo de Midas, desdobramento da Lava Jato. Ele já está condenado a 30 anos de prisão pelo juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio. Eike e Luiz Arthur Andrade Corrêa, responsável financeiro pelo grupo do “ex-bilionário”, são investigados por “manipulação de mercado e uso indevido de informação privilegiada”. Luiz Arthur, o “Zartha”, também é alvo de mandado de prisão.

Fechar Menu