O judô é uma modalidade muito tradicional na Caldense. Vários atletas se graduaram no clube e muitos outros continuam em formação. Orientados pelo Sensei Ronaldo, os jovens treinam não só a luta, mas também a disciplina.

O judô surgiu em 1882 pelo japonês Jigoro Kano, praticante de jiu-jitsu. A ideia era criar uma luta cujos golpes fossem aplicados com mais inteligência do que força. Depois de muito pesquisar sobre as artes marciais da época, Kano criou o judô (caminho suave, em Japonês).

A arte marcial chegou ao Brasil no ano de 1922, no período da imigração japonesa no país. O judô foi incluído na Olimpíada de 1972, após ter sido disputado em 1964, em Tóquio, por ser o esporte mais popular do país-sede.

Para o Sensei Ronaldo, ao praticar a modalidade “é notável a mudança na atitude dos atletas, não é só um benefício físico, mas também espiritual”. Na Caldense, o judô é oferecido em diversos dias e horários. Confira todos os horários disponíveis na aba sócios no site oficial do clube e faça seu agendamento.

Esta semana, como acontece periodicamente houve o procedimento de troca de faixa dos judocas que subiram de nível. Confira a lista com os nomes e as respectivas cores das faixas.

Faixa cinza:

Isadora CalixtroMarcovechio Ramos

Manuella Câmara Dias

Heloísa Junqueira Bertozzi

Bernardo Brandão Pinheiro

Antônio Oliveira Moraes Amati

Samuel Pinheiro Granato Garcia

Vinícius Golvea Maia

Maria Flor Soares de Bom Lemos

Jamile Clara Aguilar de Andrade

Faixa azul:

Luca Del Roveri da Silva

Giovana Del Roveri da Silva

Inácio Luiz Mosca

Rafael Augusto Lopes Dominguite

João Vitor Nogueira Vieira dos Santos

Gustavo Henrique Ribeiro Giacheta

Faixa amarela:

Keven Victor da Cruz