Intervenções do DMAE voltam a discussão

As reclamações sobre as intervenções feitas pelo DMAE no asfalto com a abertura de valetas para troca ou conserto de tubulações, voltou a ser motivo de críticas na reunião da Câmara. Um requerimento de autoria do vereador Ricardo Sabino encaminhado ao chefe do executivo, reitera pedido de informações de outros requerimentos para que os vereadores sejam informados sobre qual a dificuldade encontrada na recomposição do asfalto danificado pela necessária intervenção para acesso a rede de água ou esgoto.

O diretor do Departamento de Água e Esgoto, Antonio Roberto Menezes voltou a explicar, no programa “Poços em Debate” que esta recomposição do pavimento está a cargo da secretaria de obras. Portanto, se existe demora no conserto, os vereadores deveriam questionar o titular da pasta, Luiz Fernando Cortezano.

A informação prestada pelo diretor do DMAE é que o problema está na usina de asfalto da prefeitura que apresenta defeitos constante. Uma das opções seria a compra de asfalto de empresa privada, porém, neste caso ocorre outro problema porque a empresa não pode acionar a usina apenas para produzir pouca quantidade de asfalto, o que se torna a operação inviável em termos econômicos. A solução do problema passa pela aquisição de uma nova usina de asfalto.

Embora o DMAE esteja realizando um bom trabalho nesta administração, acaba sofrendo desgaste por um problema que na verdade não é da sua alçada. Os vereadores deveriam convidar o titular do setor de obras para dar maiores explicações sobre o assunto.

Fechar Menu