Portal de Notícias e Web Rádio 

Já o vereador petista, Diney Lenon afirmou que o modo de trabalhar da administração municipal o incomoda bastante.

“Primeiro as pessoas que trabalham no lixão não devem ficar no lixão. Vamos fechar o lixão. Está determinado. Tem que sair de lá. Os charretistas não podem trabalhar com os atrativos movido por tração animal. Decide-se primeiro e depois os charretistas ficam sabendo. Vai fazer a concessão dos pontos turísticos e as pessoas que são as principais envolvidas não são tratadas como agentes protagonistas do processo”, disse o vereador de oposição.

Diney garantiu que ao ler o documento encaminhado pela empresa concessionária sentiu certo alento, porque. Pelo menos, alguém demonstrou preocupação.

“Conversando com os artesãos a impressão que dá é que não existe diálogo, apenas comunicado”, lamentou.