Guerra entre facções

Não são apenas as queimadas na floresta que preocupam as autoridades do Governo. Há informes de militares da região de que as duas maiores facções criminosas do Brasil entraram em guerra pelas rotas de transporte de drogas nos rios até a foz no mar Atlântico. Dois mini-submarinos que transportariam entorpecentes já foram apreendidos no rio Solimões apenas este ano. Os informes apontam que uma das facções se aliou às FARC colombiana para controle das rotas, cujo destino são México e Estados Unidos, a partir da foz do rio Amazonas. Isso irritou a facção rival brasileira, e explica a guerra sangrenta dentro dos presídios de Manaus, Belém e Natal nos últimos meses, onde estão detidos os chefes do esquema.

Fechar Menu