Em reunião com a direção da Santa Casa de Poços de Caldas, recentemente, os vereadores Luzia Martins (Rede), DineyLenon (PT) e Sílvio Assis (MDB) foram informados que há uma dívida do Governo do Estado de Minas Gerais com a instituição, no valor de R$ 8,5 milhões. Com o objetivo de cobrar o repasse desses recursos, os parlamentares apresentaram uma Moção de Apelo, na sessão da última terça-feira.

No documento, eles ressaltam que os valores são importantes para que a instituição consiga arcar com compromissos e dívidas. Os vereadores pedem ao Governo do Estado que se sensibilize para as necessidades da Santa Casa, que presta um serviço de excelência para a população de Poços de Caldas e região.

Ainda durante reunião com representantes da Santa Casa, os vereadores receberam informações sobre um projeto de melhoria para as pessoas que aguardam na fila para atendimento no CACON. No mês de fevereiro, eles acompanharam essa questão, demonstrando preocupação não com o atendimento prestado pelos profissionais, mas com a segurança dos pacientes, visto que a maioria chega ao local por volta de quatro horas da manhã.

O projeto consiste na criação de 4 parklets em frente ao CACON, que são áreas contíguas às calçadas, onde são construídas estruturas a fim de criar espaços de lazer e convívio onde anteriormente havia vagas de estacionamento de carros. Além disso, está prevista uma campanha para informar que não há necessidade de chegar tão cedo à unidade. O prazo de 30 minutos, antes do agendamento da consulta, é suficiente, segundo informações da direção.