Governadores prometem apoiar reforma da Previdência

Dois dias após governadores do Nordeste se reunirem para debater um novo modelo de reforma da Previdência, em uma crítica à proposta do governo federal, os governadores do Sul e do Sudeste decidiram fazer o movimento oposto. Em encontro na tarde deste sábado, na Cidade Administrativa, chefes do Executivo de sete estados, entre eles o governador de Minas Romeu Zema (Novo), acertaram a criação do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud). A organização vai trabalhar para apoiar “incondicionalmente”, segundo Zema, a reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro, além de propor um pacto de ajuda mútua entre os estados em dez áreas estratégicas.

Além de Romeu Zema, aderiram ao Cosud os governadores do Espírito Santo, Renato Casagrande, do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, de Santa Catarina, Carlos Moisés,do Paraná, Ratinho Júnior e de São Paulo, João Dória. Apenas o chefe do Executivo do Paraná não participou da reunião na Cidade Administrativa por impossibilidade de agendas.

“Apoiamos incondicionalmente o presidente Bolsonaro na missão de realizar a reforma da Previdência. Porque se não tivermos posição de certo sacrifício, estaremos condenando o Brasil”, disse Zema.

Fechar Menu