Governador volta a falar em passivo de R$ 30 bilhões

Pressionado por protestos de servidores e com o Estado afundado numa crise fiscal, o governador Romeu Zema (Novo) evitou a imprensa e se limitou a ler texto de 14 minutos na cerimônia de posse dos novos deputados na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Ele citou por várias vezes a renegociação da dívida com a União e a situação “critica” dos cofres públicos.

Em sua mensagem ao Poder Legislativo, o governador Zema afirmou que pretende estar presente na ALMG para discutir propostas e falou da situação difícil do caixa estadual. “O passivo encontrado por esse governo chega a R$ 30 bilhões. Desde 2010, as despesas com pessoal excedem o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirmou.

Fechar Menu