Foi o gafonhoto…

E julgar que toda essa confusão foi provocada por um gafanhoto. Para quem não conhece a história, gafanhoto era o apelido da máquina utilizada pelo secretário de obras da administração Paulo Tadeu, para desassorear o ribeirão. Uma máquina com vários braços que entrava no rio e ia cortando o barranco para aumentar a calha por onde corre a água e assim aumentar a vazão.

Na Av. Mansur Frayha, em uma curva, o “gafanhoto” comeu o barranco além do previsto e o pilar do monotrilho veio abaixo, trazendo com ele duas vigas de concreto.

A partir daí a obra foi paralisada e o problema se arrastou na justiça até a última terça-feira quando a concessionária entregou o empreendimento para a prefeitura.

Fechar Menu