Faltou companheirismo

Nos bastidores da sessão de terça-feira, o vereador Alvaro Cagnani não conseguiu disfarçar uma certa desilusão com o seu companheiro de partido Ricardo Sabino, ou “Ricardo da Zélia”. É que Alvaro havia colocado seu nome como um dos pretendentes ao cargo de corregedor, mas retirou diante da manifestação de Ricardo que lançou para o mesmo posto o vereador Marcelo Heitor, do PSC. O PSDB que já havia perdido a presidência da Casa para o PSC perdeu também a Corregedoria para o mesmo partido que mesmo contando com apenas dois vereadores dá mostras de que é mais articulado e unido do que a bancada tucana.

Fechar Menu