Falando a mesma língua

Durante sua participação no programa “Poços em Debate”, Antonio Roberto Menezes, diretor responsável pelo DMAE, abordou o incidente ocorrido dias atrás na barragem do Cipó e que deixou boa parte da cidade sem abastecimento de água tratada durante 16 horas. Menezes explicou que o fato não vai se repetir e ontem, terça-feira, estava agendada uma reunião entre técnicos do DMAE e DME para acerto dos ponteiros.

Menezes explicou que como a captação da água na represa que é tratada na ETA-5 é feita na parte baixa da represa a abertura das comportas devido ao alto volume das água acabou liberando também o barro acumulado no fundo, num volume em que o sistema de tratamento não conseguiu dar conta, sendo necessário o esvaziamento dos reservatórios.

O problema resultou numa reunião entre o comando da autarquia e da distribuidora de energia no gabinete do chefe do executivo que varou a madrugada. Felizmente o problema foi corrigido em poucas horas e o prejuízo para o abastecimento acabou sendo menor que o esperado. O DMAE estuda agora deslocar a captação para a parte mais alta da represa e com isso eliminar problema desse tipo.

Fechar Menu