Com um perfil em nome de André Circullare, circulou ontem nas redes sociais com grande repercussão uma publicação informando detalhes do novo contrato emergencial assinado entre a empresa Circullare e o Município. O detalhe desta publicação é que no texto está inserido um agradecimento a Prefeitura e a Câmara Municipal pela concessão de um subsídio no valor de R$ 350 mil que será repassado mensalmente pela prefeitura a empresa para compensar o abaixamento da tarifa em R$ 0,25.

O assessor de imprensa da empresa, jornalista William de Oliveira, não confirmou a informação e disse desconhecer a postagem. Já o presidente da Câmara, vereador Marcelo Heitor informou que o legislativo até ontem, sexta-feira, não tinha recebido nenhuma mensagem do executivo propondo o subsídio que para ser concedido terá que ser aprovado pela Câmara. O secretário de imprensa, Paulo Ney, também disse desconhecer a publicação, tanto assim que não consta do decreto com a publicação do contrato emergencial.

Já a vereadora Regina Cioffi, contatada pelo blog durante uma reunião no gabinete do prefeito, informou que não está descartada o envio de uma mensagem para o legislativo propondo a concessão do subsídio e mais tarde retornou ao blog informando que a publicação feita com o perfil de André Circullare não passa de uma fakenews, com a finalidade única de criar confusão.