Portal de Notícias e Web Rádio 

Na última semana, a Câmara realizou a abertura da exposição “Compartilhando Vidas”, em homenagem a todos os doadores de sangue. A mostra, que ficará no saguão de entrada até 1º de julho, traz imagens da Fundação Hemominas e tem como objetivo, também, conscientizar os não doadores sobre a importância deste ato de solidariedade. O pedido para divulgação do trabalho no Legislativo é do vereador Wellington Paulista (UNIÃO).

Além de vários vereadores, participaram da abertura o prefeito Sérgio Azevedo, a captadora de doadores da Fundação Hemominas – Unidade Poços de Caldas Maria Lauricéia Esteves Cardoso, o secretário municipal de Governo Paulo Ney Castro Júnior e o secretário municipal de Projetos e Obras Públicas José Benedito Damião.

A exposição vem reforçar, ainda, a importância do Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado em 14 de junho. Além de cartazes, vídeo e panfletos informativos sobre o processo de doação de sangue, também está presente a história de José Augusto, poços-caldense de 28 anos de idade que é doador de sangue desde 2013. Em 2020, após receber o diagnóstico de leucemia, ele teve que receber mais de 100 bolsas de sangue, além de fazer um transplante de medula óssea. “Hoje este sou eu, curado e transplantado! Sou grato a Deus, ao meu doador e à vida pela oportunidade que me deram!”, diz o último cartaz da exposição sobre José Augusto.

O vereador Paulista falou da satisfação em fazer parte desse momento. “Essa causa da doação de sangue tem sido algo que eu tenho me dedicado e empenhado. Por conta do Dia Mundial do Doador de Sangue, propus essa exposição aqui na Câmara Municipal, que poderá mostrar mais o trabalho do Hemominas, que exerce uma função importante na nossa cidade, com toda a sua equipe. Esperamos que também seja uma oportunidade para as pessoas virem à Câmara, conhecerem as ações dessa Fundação e se motivarem a ser doadores de sangue. Fica o convite a todos os moradores de Poços de Caldas para visitar a exposição e saber mais dessa iniciativa”, disse.

A captadora de doadores Maria Lauricéia destacou a iniciativa do Legislativo. “A importância dessa exposição é, principalmente neste mês de junho, quando é comemorado o ‘Junho Vermelho’, conscientizar as pessoas sobre a importância da doação voluntária de sangue. A doação de sangue é um gesto muito simples e seguro para quem doa, e não faz falta alguma para o doador, mas ele é a diferença para o tratamento de saúde e a continuidade da vida para os pacientes”.

Maria Lauricéia salientou, também, a importância da doação de sangue para a saúde pública. “Não é só em junho que temos demanda, a demanda dos hospitais é sempre muito grande, pois acontecem muitos acidentes, as pessoas são internadas para fazer cirurgias, tratamento de câncer, e tudo isso causa uma demanda de sangue. Atualmente, temos menos de 2% da população que é doadora de sangue com frequência, o que é insuficiente para o atendimento de toda a demanda. A Organização Mundial da Saúde preconiza que tenhamos entre 3% e 5% da população doadora de sangue e essas campanhas têm a missão de levar essas informações para as pessoas, principalmente às que nunca doaram sangue por falta de informação e por um aspecto cultural no Brasil, pois há países com uma porcentagem grande de doadores de sangue devido à experiência histórica de guerras ou grandes catástrofes”, afirmou.

Por fim, a captadora explicou, brevemente, a divisão de trabalhos na Fundação em que atua. “A Fundação Hemominas tem 24 unidades para atender os 853 municípios, então cada unidade atende uma região específica, e não só a cidade em que é sediada. Nesse contexto, eu atuo aqui em Poços de Caldas, que é uma referência no tratamento de Saúde para muitos municípios”, pontuou.