Ao justificar a Moção de Apelo, de sua autoria, ao Senado para que aprove o projeto que institui o Estatuto da Pessoa com Câncer, o vereador Lucas Arruda afirmou que em Poços há uma luta muito grande para a construção do Hospital do Câncer. Lembrou que em 2010 houve a assinatura de dois convênios do governo do Estado com o município e a Santa Casa, um no valor de R$ 4 milhões e o outro no valor de R$ 6 milhões, para que a própria Santa Casa administrasse o Hospital da Câncer, que seria, na verdade, a ampliação do Unacon.

“É importantíssimo ressaltar o excelente trabalho que o nosso Unacon já faz, através da Santa Casa. Todas as pessoas que eu conheço, que passaram por ali, sótêm elogios ao tato dos profissionais de saúde, dos médicos, enfim de toda a equipe ali”, destacou o vereador.  Explicou que o Estatuto da Pessoa com Câncer visa a trazer outros direitos, para que estas pessoas, no meio do seu tratamento, não precisem se preocupar com a falta de medicamentos, de algum tipo de assistência, de acompanhamento e por isso o projeto é de extrema importância.

“Continuamos na luta para a construção desse hospital em Poços, temos uma audiência pública e esperamos colocar na mesa e lutar para que o governo do Estado possa reativar estes convênios para ampliar o atendimento do câncer em Poços e esperamos que também que este projeto seja aprovado lá no Congresso”, defendeu. Colocada em votação a moção foi aprovada por 12 votos.