Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

O vereador DineyLenon informou que, na lei aprovada pela Câmara do auxílio emergencial, ele e o vereador Tiago Bras identificaram um erro, porque o texto previu esse direito a quem perdeu o emprego desde o dia 21 de março de 2020 e não a partir de abril de 2020, como foi noticiado pela Prefeitura. Os dois vereadores entraram em contato com o secretário de Governo, Celso Donato, que, segundo Diney, prontamente solicitou à Secretaria de Comunicação para providenciar a correção.

“Protocolamos ofício informando que a lei não cita abril de 2020, mas a calamidade pública e a publicação desse decreto é de 21 de março. Nesse sentido, com essa medida tomada, quem perdeu o emprego com carteira assinada a partir de 21 de março e que atenda aos critérios terá direito ao Auxílio e não somente a partir de abril. Pode parecer pouco, mas muitas pessoas perderam o emprego entre 21 de março e 31 de março de 2020 e da forma como foi anunciado não teriam  direito ao Auxílio. Essa correção vai atender muitos trabalhadores e trabalhadoras”, informou Diney.