Equipe econômica defende ‘nova CPMF’

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu publicamente a criação de um imposto federal sobre transações financeiras, nos moldes da antiga CPMF. A proposta em estudo tem por objetivo compensar a redução dos tributos cobrados das empresas sobre a folha de pagamento dos funcionários. A proposta é que o novo imposto, batizado de Contribuição Social sobre Transações e Pagamentos (CSTP), tenha alíquota de 0,22% – a da CPMF era de 0,38% – e não incida sobre aplicações na Bolsa, renda fixa e poupança, entre outros investimentos. (Estado)

Fechar Menu