Entregue relatório de audiência sobre idoso

Poços de Caldas possui mais de 24 mil idosos (14,7%) da população, segundo o último senso de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Brasil tem em média 12,5% de pessoas com mais de 60 anos. Pelos critérios da ONU – Organização das Nações Unidas, nossa estância turística já conta com uma população com característica envelhecida.

Na manhã desta quarta-feira (23), lideranças e dirigentes de entidades assistenciais da cidade estiveram com o prefeito, Sérgio Azevedo, para entregar o relatório contendo as principais demandas da audiência pública, que teve com tema: “Políticas Públicas e Qualidade de Vida dos Idosos”, realizada na Câmara Municipal em 26 de setembro de 2018, em parceria com o Conselho Municipal do Idoso. O grupo estava acompanhado do vereador, Lucas Arruda.

O encontro foi no gabinete na prefeitura e contou com a presença do presidente do Conselho Municipal do Idoso, Paulo Vieira Ávila, Vileide Soares Camargos, do Centro Integrado de Atendimento Diurno do Idoso (CIADI/AMAS), Fábio Terra e Rosângela Schio, da Vila Vicentina Elvira Dias. Também participaram Jonei Eiras e Hernani Brunório, do Asilo Vinha do Senhor.

Ao todo são 29 pontos selecionados, entre eles problemas de mobilidade urbana, como a readequação das calçadas e melhoria na forma de estacionamento de veículos. Também a ampliação de atendimento/dia para mais regiões da cidade e a formalização de outros convênios, visando à contratação de profissionais da área de saúde, para que as entidades tenham condições de manter (ou ampliar) a diversidade e qualidade do serviço prestado.

Centro de Atendimento

O Centro de Atendimento ao Idoso, um projeto de 2009 que leva o nome do médico Benedicto Mário Mourão, aprovado pela Câmara Municipal, também foi tema do encontro. Sérgio disse às lideranças, que apoia a proposta e que pretende tirar a ideia do papel o mais rápido possível. Quanto à criação de uma ouvidoria pública exclusiva para idosos, o prefeito concordou, porém, ponderou que seria ideal que o órgão tivesse atuação mais ampla, oferecendo suporte e resolvendo questões relacionadas também a outros grupos da sociedade.

Fechar Menu