Durante a discussão da moção de apelo ao governo de Minas para que vacine os demais profissionais da área de saúde, a vereadora Regina destacou que a moção era de extrema importância, mas que deveria ter o encaminhamento correto, para o governo federal. Lembrou que o governo de Minas não tem esta autonomia e que segue o Plano Nacional de Imunização. “Peço que haja ao encaminhamento certo para que tenhamos a possibilidade de nos ouvirem. A moção vai chegar no Estado e não vai ser papel dele, não é ele quem decide”, alertou, pedindo com que o vereador Lucas, autor da proposta, retirasse a moção e a repensasse para o encaminhamento certo.