Empréstimos para as Santas Casas

A Medida Provisória 859/18, que viabiliza empréstimos com dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para Santas Casas e hospitais filantrópicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS), pode ser votada no plenário da Câmara a partir desta terça-feira. As dívidas dessas entidades chegam a de mais de R$ 20 bilhões. A MP fixa em um máximo de 3% o adicional de risco para empréstimos a essas entidades com recursos do FGTS. Esse adicional será somado à taxa de juros do empréstimo

Fechar Menu