Educação empreendedora

O vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Flávio Faria, visitou, nesta quinta-feira a sede do Empreendescola, na Rua São Paulo, região central da cidade. O projeto trabalha para capacitar e empoderar jovens em situação de vulnerabilidade, dando acesso a ferramentas, conhecimento e pessoas para que eles possam se preparar melhor para o futuro.

Acompanhado do coordenador de Fomento à Indústria e ao Comércio da SMDET, Mateus Lopes, e do gerente da Seção de Política de Trabalho e Geração de Renda, Augusto de Paula Barbosa, Flávio Faria foi recebido pelos co-fundadores do Empreendescola, Juliana Freitas e Welligton Silva.

O projeto realiza cursos de formação e engajamento de jovens, levando em consideração a realidade do público-alvo, com o objetivo de fazer diferença, de fato, na trajetória de vida de cada um. “A gente aborda diversos temas que têm a ver com o futuro dos jovens, como universidade, mercado de trabalho, desde como fazer um currículo até como trabalhar de casa prestando serviço para uma empresa na China, por exemplo, empreendedorismo na essência, inclusive com os jovens criando uma empresa em uma semana”, destaca Welligton Silva.

Juliana Freitas, que coordena a área administrativa e financeira do Empreendescola, complementa que o projeto também aborda conteúdos relevantes sobre o inglês no mercado de trabalho, informática, cidadania e educação financeira. “A gente fala muito sobre educação financeira, desde hábitos de consumo até investimentos em bancos digitais, porque a gente quer que esse jovem se prepare para o futuro”, aponta.

O Empreendescola conta com parcerias de empresas e poder público para realizar cursos com duração de dois meses a um ano, em diversas cidades dos estados de Minas Gerais e São Paulo, além de palestras “inspiracionais” para todo o país. O público-alvo é formado por jovens entre 14 e 19 anos.

Fechar Menu