Prezado jornalista Polli.

Acompanho seu blog onde vejo, por mais de uma vez, você criticar o fato de Poços de Caldas receber pacientes de covid-19 de outras cidades.

Um dia você disse que cada Prefeito cuidasse do seu quadrado. E hoje disse que “É o preço que se paga por ser um polo regional e por contar com uma boa estrutura na área da saúde”.

Peço licença para discordar de você e de todos os que pensam dessa maneira. A situação que TODOS vivemos é completamente atípica e o Brasil todo está praticando esse intercâmbio de pacientes em busca de tratamento. Será que se as minhas filhas fossem acometidas de covid-19 e morassem num local sem recurso, eu acharia natural elas permanecerem lá para morrer porque é o quadrado delas?

Os tempos são de solidariedade, de compreensão e de senso humanitário. Que bom que Poços pode oferecer tratamento para pessoas de fora daqui, não importa de onde sejam. Todos os dias lemos notícias da cidade tal, distante milhares de quilômetros de outra, ter recebido paciente dela! Poços de Caldas não haveria de ser diferente.

Penso, Polli, que contarmos com uma boa estrutura na área da saúde não é ‘preço que se paga’: é motivo de orgulho e de se dar graças a Deus por podermos contribuir com nossos irmãos para minimizar seu sofrimento nesta tragédia da qual nenhum de nós está livre e que pode levar qualquer um de nós a precisar de socorro alheio.

Agradeço a compreensão por receber meu ponto de vista, um abraço e boa semana.

Cláudia TassottiKrauss

 

Painel do Coronavirus

Fique por dentro de todas as informações sobre a pandemia do coronavirus em Poços de Caldas, acessando o link abaixo:

https://pocosdecaldas.mg.gov.br/covid-19/